dicas

Aprenda a aprender: estudando inglês sem acompanhamento do professor

 

Você já faz aulas de inglês com seu professor, estuda fora de sala de aulae faz homeworkYes, check. Nota 10!

Porém, você tem pouco tempo para estudar e quer otimizar seu momento de revisão e prática autônoma. Oops! O que fazer? Como fazer?

Estudar sem o acompanhamento do professor, ou autoestudo (self-study), pode gerar mais resultados, agregando conhecimento e prática se você seguir algumas sugestões que reuni aqui em cinco itens fundamentais. Dedique-se e lembre-se: no pain, no gain...

1 - Organização

Antes de iniciar seus estudos, reúna todos os materiais que você precisará para estudar. Livros, caderno, caneta, gadgets (notebooktabletsmartphone, etc.). Quanto mais à mão você tiver estes recursos, menos você se distrairá e não perderá o foco. Ao se levantar para pegar água ou café você perde tempo, também. Além disso, encontre um local confortável, calmo, silencioso e que lhe deixe atento e disposto. Gosta de música de fundo? Cool. Do heavy metal aos clássicos, passando por MPB ou instrumental jazz, ouça o que te deixa “ligado” mas que não dê sono ou tire você da sua atenção plena.

 2 - Assiduidade

Em primeiro lugar, vamos relembrar o que isto significa. Para facilitar, disponibilizo o link: https://www.dicio.com.br/assiduo/. Tudo o que você fizer para se desenvolver no inglês será bem-vindo, mesmo se isto resultar em você abrir o livro uma vez por mês. Naturalmente, você irá se desenvolver a lot more se estudar todos os dias. “Aah, teacher, mas não tenho todos os dias disponíveis...” é a resposta mais comum que ouço, e aqui vai uma dica importante: não é a quantidade de tempo que importa, mas a frequência. É mais produtivo estudar 15 minutos diariamente do que 3 horas no domingo à tarde – mas se essa for sua única opção, fine.

 3 - Foco

Uma das buzzwords de hoje em dia é mindfulness. Especialistas no Brasil traduzem este termo como atenção plena. Exatamente: volte sua atenção para estudar inglês e nada mais. Pode ser improdutivo estudar inglês com o WhatsApp bipando, o Facebookchamando sua atenção ou a TV ligada na novela. No máximo uma musiquinha. E olhe lá. Há discussões sobre multitasking (fazer várias tarefas ao mesmo tempo) e alguns especialistas dizem ser impossível realizar várias tarefas ao mesmo tempo com qualidade. Acha que consegue? Faça um teste: ligue a TV e estude uma lista com dez phrasal verbsao mesmo tempo durante dez minutos. Depois disso tente reproduzir o conteúdo de ambasas atividades e veja o quanto você foi capaz de reter de cada uma delas. Repita o mesmo procedimento com cada atividade separadamente. Compare a qualidade do que você retém. Estudar um idioma – principalmente fora do país nativo – é uma tarefa que exige atenção, raciocínio e rapidez no pensamento, como qualquer atividade intelectual. Conhece alguém que escreveu uma tese de doutorado assistindo a desfiles de escola de samba?

 4 - Objetividade

Pergunte-se: quais são os aspectos que mais tenho dificuldade em aprender? Vocabulário? Gramática? Pronúncia? Faça um ranking com os diversos aspectos e habilidades que você estuda na escola ou com seu professorPeça ao seu professor para ajudar você, pois ele sabe o que você deve priorizar. Feito o ranqueamento, atribua a cada tipo de atividade um peso (como nas notas da escola) e calcule quanto tempo você deverá gastar proporcionalmente com determinado assunto. Deste modo você usará seu tempo estudando o que mais importa. Prefira livros impressos que já tragam as respostas no final (um nome genérico para títulos assim é BOOK XYZ WITH ANSWERS ou BOOK XYZ WITH ANSWER KEY). Observo que mesmo os mais jovens preferem estudar com material impresso por darem um suporte melhor ao trabalho, do ponto de vista cognitivo. I couldn’t agree more.

 5 - Desinibição

Last, but not least (desafio você a entender esta expressão no contexto deste artigo, o que em si é uma dica para aprender vocabulário sem usar o dicionário o tempo todo): é preciso não ter vergonha de falar inglês, por exemplo, numa videochamada. Se você quer praticar speaking e listening, use este recurso muito útil e... make new friends. Isso mesmo: Milhões de pessoas pelo mundo afora estão praticando inglês neste exato momento. Existem diversos sites que promovem este tipo de “encontro”. Aprenda a falar... falando, claro! Não se intimide e constate quantos sotaques diferentes você vai encontrar por aí. Falar e entender inglês com falantes nativos é importante, mas não garantirá que você irá compreender o que um polonês ou um italiano estão dizendo. Os sotaques e as dificuldades mudam de uma cultura para outra, e compreender todos é um baita exercício. Go for it!

Agende uma aula para avaliação!

Entre em contato conosco e agende uma aula para avaliação. Você poderá conhecer nossa metodologia e os materiais do curso.

AGENDAR AULA

Redes sociais

Contato

  • (11) 98187-5610
  • contato@thames.com.br